agosto, 2021

Principais cuidados durante a migração de e-commerce ou desenvolvimento de uma loja virtual nova

  • Consultoria de E-Commerce
  • E-commerce
  • Implantação de E-Commerce
  • VTEX
Foto de Principais cuidados durante a migração de e-commerce ou desenvolvimento de uma loja virtual nova

O conteúdo deste post é 100% dedicado para gestores de e-commerce que desejam fazer uma migração de loja virtual e empresários que desejam iniciar seu primeiro e-commerce. Se você possui um desses perfis, esse conteúdo foi feito especialmente para você!

Desde 2019, o número de novos consumidores online vem aumentando consideravelmente mês a mês e o e-commerce, que antes era visto com ar de desconfiança, vem ganhando cada vez mais espaço entre os consumidores brasileiros. Esse novo comportamento fomentou o mercado digital e fez com que muitos novos projetos de e-commerce e migrações de plataforma saíssem do papel e se tornassem uma realidade de curto prazo.

Apesar do impulsionamento gerado pela pandemia e da grande oportunidade no comércio digital, existem alguns cuidados e pontos de atenção durante o processo de migração ou desenvolvimento de uma loja virtual. Infelizmente o mercado ainda não está maduro o suficiente e é sensivelmente carente de profissionais em praticamente todas as áreas de atuação. 

Diferença de desenvolvimento de e-commerce e migração de plataforma

O primeiro passo para nivelarmos o conhecimento de todos é entender um pouco do conceito de migração de plataforma e desenvolvimento de e-commerce pois vamos tratar desses dois tópicos neste conteúdo. Vou tentar explicar de uma forma bastante genérica o que entendemos como cada um e suas diferenças.

Desenvolvimento de E-commerce

O desenvolvimento de um e-commerce pode-se entender que são todos os casos onde o empresário já possui uma operação rodando, independente da plataforma, e deseja criar uma nova versão dela. Ou seja, dar uma cara nova para loja virtual. Trazendo ainda mais para o nosso dia a dia, é como se fosse contrato um arquiteto para criar um projeto sob medida considerando o cenário atual (plataforma, funcionalidades atuais e necessidade do cliente).

De forma simplificada, qual é o escopo mínimo de profissionais que participam no desenvolvimento de e-commerce:

  • Parte do cliente
    • Gerente ou Coordenador de e-commerce
    • Analista de e-commerce
  • Parte da agência
    • Executivo responsável
    • Gerente de projetos
    • Desenvolvedores
    • Designer UI/UX
    • Consultor operacional

Migração de E-commerce

Diferente do conceito de desenvolvimento citado acima, a migração de e-commerce contempla uma escopo e dificuldades um pouco maiores, já que além do desenvolvimento do e-commerce, ainda existe toda a parte que vem antes: escolha da plataforma, definição de requisitos, integração do ERP, regras de negócio e customizações da nova plataforma. Para simplificar o conceito, é como se você tivesse uma nova ideia de negócio, porém desta vez você vai deixar o seu negócio atual em pleno funcionamento, enquanto contrata uma equipe de engenharia e arquitetura para pensar em tudo no novo espaço que você está comprando e ainda viabilizar com os requisitos da prefeitura. 

Qual é o escopo mínimo de profissionais que participam em uma migração de e-commerce:

  • Parte do cliente
    • Gerente ou Coordenador de e-commerce
    • Analista de e-commerce
    • Comercial
    • TI

  • Integrador de ERP
    • Gestor do projeto
    • Consultor operacional
    • Programadores
  • Parte da agência
    • Executivo responsável
    • Gerente de projetos
    • Desenvolvedores
    • Designer UI/UX
    • Consultor operacional
    • Consultor de negócios

Pontos de atenção em migração ou desenvolvimento de e-commerce

Como vimos, independente se é uma migração ou desenvolvimento de loja virtual já no ar, existem muitos profissionais envolvidos e cuidados que precisamos tomar para não afetar o negócio. Entre os principais estão:

Desenvolvimento de E-commerce

  • Funcionalidades atuais da loja;
  • Comportamento de compra e UX;
  • Menu de navegação;
  • Árvore de categoria;
  • Ferramentas atuais ativas na loja;
  • TAGs de parceiros ativas no GTM;
  • TAGs de conversão ativas;
  • PIXELs Facebook e Instagram;
  • Requisitos de SEO.

Migração de E-commerce

  • Escolha da nova plataforma;
  • Definição de agência que tocará o projeto;
  • Escopo de funcionalidades bem definido e desenhado;
  • Regra de negócio da loja atual e do negócio bem documentada;
  • Requisitos técnicos bem validados e documentados;
  • Análise de ferramentas existentes ou necessárias;
  • Entendimento do ERP e fluxo de informações;
  • Definições logísticas e centros de distribuição;
  • Definições de meio de pagamento;
  • Comportamento de compra e UX;
  • Menu de navegação;
  • Árvore de categoria;
  • Ferramentas atuais ativas na loja;
  • TAGs de parceiros ativas no GTM;
  • TAGs de conversão ativas;
  • PIXELs Facebook e Instagram;
  • Configurações de Google Analytics;
  • Configurações de Funil de conversão;
  • Configurações de Merchant Center e Search Console;
  • Requisitos de SEO.

Se você chegou até aqui é porque já entendeu a diferença de migração e desenvolvimento de e-commerce, já sabe o escopo de profissionais envolvidos em cada um e também os principais itens do checklist para dar os primeiros passos. 

– Sim, consegui entender tudo isso. Mas Léo, agora pensando em prazo. Quanto tempo em média leva cada uma dessas opções? 

Quanto tempo leva uma migração ou desenvolvimento de e-commerce

O tempo ou prazo é muito relativo, já que durante o desenvolvimento de um e-commerce ou migração de plataforma, existem muitas etapas e times envolvidos de forma paralela, como por exemplo: tarefas relativas ao cadastro do cliente, tarefas de integração do ERP e por fim, tarefas de desenvolvimento e programação propriamente dito.

Focando apenas na parte de desenvolvimento de e-commerce, que é a parte de criação de layout, arquitetura e código de front, podemos dizer que o tempo pode variar de 60 até 90 dias, apenas da parte de desenvolvimento. Aqui na Avanti, por exemplo, já tivemos loja lançada em até 45 dias, porém, o planejamento de todas as partes e escopo precisou seguir ao pé da letra durante todo o projeto. [Ver últimas lojas lançadas].

– Léo, tenho uma cotação de fornecedor que fiz que em até 30 dias minha loja está no ar.

Muita calma nessa hora. Esse é um assunto muito polêmico, mas que não vou nem entrar no mérito da questão. Mas respondendo a pergunta:

Sim, existem empresas que fazem loja e te “entregam” em até 30 dias, porém, muitas vezes é uma plataforma genérica com um template padrão de layout. Em muitos casos (para não dizer todos), não existe adaptação para o seu negócio e muito menos o desenvolvimento das funcionalidades que compõem sua regra de negócio. De forma bem resumida, é como comparar um projeto personalizado feito por arquiteto e engenheiro feito exclusivamente para atender sua necessidade com uma casa pré moldada que você compra por 1/4 do preço e fica pronta em menos tempo. Não existe o certo ou errado, entretanto, o resultado final pode não ser extamente o que o seu negócio precisa.

Dica para otimizar ainda mais o prazo de migração do e-commerce

O planejamento de todo o projeto, não apenas o desenvolvimento, é o mais importante na hora de pensar em prazo. Por isso, dividir as principais tarefas destacando quais são pré requisitos de cada área é extremamente importante para que todos consigam dar continuidade sem interrupção e seguir o cronograma. Caso isso não aconteça, alguma parte envolvida ficará com demandas pendentes devido a não entrega da outra.

Exemplo: Cadastro de produtos. Se não tiver o cadastro de produtos realizado, não é possível finalizar e validar o comportamento de algumas páginas como Departamento, categoria e produtos.

Qual plataforma ideal para migração de e-commerce?

Não existe a plataforma ideal. Todas possuem seus prós e contras. O mais importante é entender muito bem sua necessidade de curto prazo (hoje), médio prazo (próximos 2 anos) e longo prazo (3 a 10 anos). Com isso em mente, basta analisar se essa plataforma consegue atender suas expectativas, particularidades do seu projeto e evolução do seu negócio.

– Ah Léo, você está fugindo da pergunta… Na sua opinião, se você tivesse que migrar hoje, para qual você iria?

Bom, já que vocês insistem (heheh). Sim, eu, particularmente, se ainda não estivesse na VTEX, eu acabaria cogitando fazer a migração do e-commerce para Plataforma VTEX. Além da escalabilidade, integrações com muitos marketplaces, opções para B2B e Omnichannel, ela ainda possui o Smart Checkout (compra facilidade sem cadastro) e está cada vez mais madura para a internacionalização da operação (vender em outros países). Por esses motivos, acabaria cogitando bastante a VTEX nessa decisão.

Mas lembrando, cada negócio é um negócio. Se você ainda ficou com dúvida, volte ao início do texto para reler e refletir melhor agora que você já possui uma boa visão sobre o assunto.


Gostou do conteúdo e quer entender um pouco mais como se aplica ao seu negócio? Preencha o formulário abaixo que um de nossos consultores entrará em contato com você.

Assuntos relacionados que você também pode se interessar:

SEO
SEO E-commerce
SEO VTEX
Link Building para E-commerce
Consultoria de SEO
Mídia
Google Ads para E-commerce
Facebook Ads para E-commerce
Pinterest Ads
Agência Google Partner

Implantação 
Desenvolvimento VTEX
Loja VTEX
Quadrante VTEX Partner
Suporte e CRO
Suporte VTEX
CRO para E-commerce

Agência SEO e Mídia
Agência de SEO
Agência de Link Building
Agência Google Ads
Agência Facebook Ads
Agência E-commerce
Agência VTEX
Agência E-commerce
Agência de CRO
Agência Suporte VTEX

Prêmios e Certificações