30 de março de 2021

Qual a diferença entre Mídia Paga e Mídia Programática?

  • Mídia paga
Foto de Qual a diferença entre Mídia Paga e Mídia Programática?

Saiba a o que muda entre ambas e descubra a melhor opção para sua marca.

A mídia digital abre portas para diversos meios de concorrência, para atingir um usuário qualificado e trazer melhores resultados para a sua empresa. Com a ascensão da Internet, as opções se multiplicaram. Dentre elas, existem duas opções, em que as pessoas não entendem muito bem seus significados e suas diferenças, que é a Mídia Paga e a Mídia Programática. Saiba de uma vez por todas a diferença entre as duas neste artigo.

A Mídia Paga ou Tráfego Pago, refere-se à divulgação de anúncios e conteúdo de forma monetizada pelo clique em leilão (concorrência). Ela tem um foco maior entre o meio e fim de funil, mas pode-se trabalhar com o topo de funil também. Os exemplos mais comuns de mídias pagas são: links patrocinados de buscadores (como Google e Bing); e os anúncios patrocinados em mídias sociais (como Facebook, Instagram e LinkedIn) e entre outros.

Esses anúncios aparecem apenas para um público segmentado e possuem forma, escrita e imagens estrategicamente criadas para impactar o usuário, para as plataformas específicas ou parceiros das mesmas. Geralmente, se posicionam nas melhores colocações nos buscadores, e cada visualização ou clique neles é contabilizado. 

“A Mídia Paga  é uma estratégia de marketing que aumenta a visibilidade da marca dentro de um orçamento definido, focando em resultados de curto prazo e trazendo um maior retorno sobre o investimento”

os diferentes tipos de mídia no marketing digital

Já a Mídia Programática, trabalha mais o topo do funil em que trabalha com perfis de usuários (que são encontrados pelo DMP – Plataforma de dados) e pode decidir quem quer impactar com a sua marca, na hora certa, no dia certo e no momento certo.

O anunciante contrata com as trending desks, empresas que auxiliam os anunciantes a operarem a DSP (demand site platform) – a plataforma que utilizam para comprar o inventário de milhões de sites. E esses sites que vão vender o espaço para anunciar são os SSP. O Ad Exchange é onde acontece o leilão, compra e venda desses dados de perfis que são coletados pelo DMP (Data Management Plataform) que é uma plataforma de dados que coleta (CRM), organiza (Perfis) e aciona nesses sites.

Para investir nessa estratégia, é preciso utilizar um sistema ou ferramenta para fazer a compra desses dados dos perfis de usuários, geralmente é pago por CPM por meio de Leilões ou ações Fixas (Um para Um).

“ A Mídia Programática  é uma estratégia de marketing que aumenta a visibilidade da marca dentro de um orçamento desejado, focando em resultados de curto prazo e trazendo um maior reconhecimento de marca”

midia-programatica-marketing-digital

Qual a diferença?

O tráfego pago trabalha com o canal onde o usuário irá pesquisar ou visualizar o anúncio. Já a mídia programática tem acessos aos dados dos usuários para que independente onde ele estiver ser impactado, sem focar no canal e sim no usuário. Muitas vezes, para melhores resultados a mídia programática precisa da mídia paga para captar todos esses dados.

Quanto investir nessas duas estratégias de marketing digital?

Tudo vai depender do tamanho da sua marca e sua estratégia. Aquilo que investir será proporcional ao resultado.

Abraham Maslow, psicólogo americano, nos mostra sobre as necessidades do ser humano, onde precisamos focar primeiro na camada mais baixa para depois focar na parte mais em cima. O que isso tem haver com a mídia em si? Quando se começa nesse tipo de estratégia, de acordo com o que espera do resultado, você precisará focar primeiramente em alguma parte do funil de conversão.

Para aumentar o reconhecimento da marca, focará no topo do funil. Mas sempre recomendo que, para iniciar esse tipo de investimento, a marca precisa estar bem forte e pronta para receber o usuário.

Visto que essas duas estratégias têm o foco de atrair tráfego qualificado no site, se o site da marca não está responsivo (se adapta ao dispositivo que o usuário está usando), mostrando as informações que o usuário quer, não conseguirá trazer o resultado desejado. Independentemente se investir milhões.

Saiba mais como potencializar seus resultados através do nosso time de performance! Que tal conversar um pouco mais conosco aqui?

Conteúdo produzido por Fernanda Cristina da Costa Silvy

Prêmios e Certificações